10/03/2014

#Sobre um relacionamento...


Lá estava eu em meio a tantas festas e amores atravessados. Nem aí com o mundo ou com as pessoas...deixava apenas acontecer. Mas, graças a um desses amores tortos conheci você. Lembro até hoje do jeito que me olhou pela primeira vez e de como foi simpático com minhas amigas. A partir daquele dia, começamos uma amizade bonita. 

A vontade de conversar com você era tanta que, quando demorava para ficar online no extinto MSN, eu ficava apreensiva. Eu podia ficar o dia todo conversando com você que mal percebia que as horas estavam correndo.  Me perdia em tantos assuntos interessantes que até, em algumas vezes (ou na maioria delas), esquecia daquele meu então "amor torto", que inclusive acabou.

Conversas...ligações...e-mais trocados. Lembra quando implorei pra me ajudar em um trabalho da faculdade? Tenho aquele questionário até hoje! Ah, você tinha aquela amiga que odiava quando estávamos juntos. Ela sempre cheia de ironias e apelidos que me deixavam mal mas, no fundo, eu entendia... afinal também já fiz parte do grupo de 'amigos ciumentos'. 

Lembra daquele baile da igreja aqui perto de casa? Você estava com suas amigas, te cumprimentei de longe e pouco tempo depois você me ligou mas, eu já estava no estacionamento, pronta para ir embora porque no dia seguinte eu trabalharia. Ah, e aquele réveillon que você, mesmo com a sua "namoradinha", me abraçou e praticamente me resgatou de uma encrenca feia e chata?

Mais conversas...ligações...carnaval e o primeiro beijo. Achei que morreria de vergonha no dia seguinte. Mas você me surpreendeu mais uma vez e me ligou, todo querido, quebrando tudo aquilo que eu tinha imaginado que poderia acontecer. 

Você ficava meses fora e então me batia aquela saudade da sua companhia. Minhas amigas diziam que daria namoro  e, eu? bem...eu duvidava e dizia que não. Mas deu! Hoje, depois de tanto tempo, não quero mais festas sem você, não quero mais amores tortos, não quero mais dores de cabeça como antigamente. Gosto desse jeito que está agora: eu e você, perfeito entre nossas imperfeições!

Um comentário:

  1. Ow xuxu, que texto lindo! Estou me sentindo homenageado (sim...estou me achando)! Te resgatarei de quantas encrencas feias e chatas forem preciso! S2

    ResponderExcluir

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo