10/02/2016

Para refletir: as profissões que desaparecerão.


O que você faz quando descobre um post prontinho mas não postado? Coloca no ar, né?! Então, vamos lá:
*-*

Acessar o Infomoney esses tempos atrás me fez refletir sobre as profissões do futuro. A matéria, desenvolvida a partir de uma pesquisa, aponta que até 2022 pelo menos 10 profissões poderão desaparecer, considerando avanços tecnológicos. A função de carteiro é a primeira da lista pois, segundo a pesquisa, até o ano indicado a projeção de redução das vagas de trabalho na área é de 28%. 

Na relação, ainda constam profissões como agricultor, agentes de viagem e, quem diria, comissários de bordo. Mas entre os itens que chamou minha atenção foi para a função de repórter de jornal impresso (minha área, né gente!). Até 2022, segundo a pesquisa, a projeção de retração dos postos de trabalho deve ser de 13%. O item é o quarto da lista de dez. Já faz alguns anos que discutimos isso nas salas de aula no curso de jornalismo mas, mesmo apesar de sabermos que é uma tendência natural, principalmente no nosso país, onde a leitura de impressos não é um hábito cultural como em outras localidades, é complicado ler uma notícia dessa, pelo menos para mim. (Gente, é muito amor na minha área <3). A matéria na íntegra é essa aqui ó!

Contrapondo a informação do Infomoney, o G1 elencou as áreas de crescimento para 2016 (mais próximo de nós, né?). A lista foi feita baseada nas análises de especialistas e entre os destaques estão: Gerente/ coordenador de infraestrutura, Gerente/ coordenador de plataformas mobile e web, Gerente de marketing digital, além de outros. Para quem está em busca de uma oportunidade, vale a pena dar uma conferida nas características de cada. A matéria completa está aqui!


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo