09/10/2017

Vancouver: lugares para beber/comer/festar


Quem gosta de sentar em algum lugar, tomar uma cervejinha e bater um bom papo sempre sai a procura dessas opções quando está em outro lugar. Comigo não seria muito diferente então, hoje, decidi escrever sobre os bares/lanchonetes e danceterias que acabei conhecendo nessa minha estadia em Vancouver.  Por incrível que pareça, sai muito menos lá para esse tipo de coisa do que costumo fazer por aqui, mas mesmo assim consegui conhecer lugares legais. Acho que a única coisa que mais me incomodou nesse período (de modo geral) foi não encontrar com tanta frequência cervejas geladíssimas como aqui no Brasil e, infelizmente, comer qualquer coisa com uma quantidade enorme de pimenta do reino (até na batata frita, gente. Sério, desnecessário!). 

Mas vamos lá. O primeiro da lista não poderia ser outro: 

#1. The Cambie
(Cambie Street)

Na sexta é legal, mas na terça é surreal! No centro de Vancouver, esse bar reúne basicamente estudantes de vários países. O ambiente é legal e vive cheio. As terças são as mais animadas porque depois das 19h deixa de ser só um bar e vira praticamente uma balada. Como as aulas terminam às 18h, os estudantes vão direto para lá. E a fila de espera nesse horário? Sem comentários. Acho que esse foi o bar que mais me diverti. Todas as vezes que fui rendeu muitas histórias...

A primeira vez....Na foto do meio estão Irene (Suíça), Anthea, Unjae e Bora(Coréia do Sul) e Cecília (Brasil). Nas outras duas fotos acima aparecem ainda a Ran (Coréia do Sul), Mário (México) e Mariko (Japão).


Outros dias...





#2. The Railway – Stage e beer café
(Dunsmuir Street)

Esse fica em frente da escola de inglês que estudei. Conheci no primeiro dia de aula, junto com outros estudantes da EC que começaram naquele mesmo dia. O ambiente é super legal e tem uma variedade de cervejas bem interessante. Em alguns dias, tipo na sexta, ainda pode rolar um som ao vivo de bandas.


Na mesa, pessoas da Suíça, Itália, Brasil, México e Coréia do Sul. Conversando sobre um monte de coisas num inglês muito ruim, de repente olhamos para o teto e vimos essa brincadeira de espelhos.: Pausa para a foto!


#3. The Hastings Warehouse 
(ou para os íntimos: All Foods..haha)
(Hastings Street)

All foods porque tem uma placa enorme (maior até do que o letreiro com o nome do lugar) escrito isso. Lá, todos os pratos custam CAD 4,95, o que com o tempo você vai perceber que é muito barato em relação a outros lugares e a comida é bem gostosa. Lá também tem uma opção boa de cervejas e bebidas. A decoração é outro item bem peculiar. O que não me agradou foi o atendimento. Dependendo do dia e dos atendentes, você pode perder vários irritantes minutos.  

Sim, são sutiãs ali no lustre! ¬¬'

#4.  Tap e Barrel
(Canada Place/Downtown)

Sim, já falei dele aqui mas como hoje o tópico é muito específico, vale a pena citá-lo novamente porque curti muito!






#5.The Keg Steakhouse + Bar 
(Anderson Street/Granville Island)

O The Keg é um lugar legal e fácil de achar já que tem mais de uma unidade em Vancouver. A que visitei foi na Granville Island. A comida é boa mas os preços são salgadinhos em relação a outros lugares. Quanto a cerveja, nada a reclamar: gelada ( o que volto a dizer: é incomum por lá) e com preço parecido com o de outros lugares. Lá também é muito bom em coquetéis, com uma variedade muito legal.




#6. YBC Yaletown Brewing Company
(Mainland Street)

Mais um lugar massa de ir para um happy hour. Variedade em bebidas e comidas, lugar aconchegante e agradável, decoração interessante também, além de espaço para sinuca (eu sou péssima, mas vamos lá agradar os amiguinhos, né?). A foto foi no dia de despedida da Júlia (outra brasileira fofa que pude conhecer).





#7. Library Square Public House
( W Georgia Street/Downtown)

Lembro do dia que fomos! Era aniversário do Ricardo, estávamos em um restaurante (no Earls) e uma de nossas colegas fala para irmos na “Library Square”. Então, um dos meninos solta: mas vamos fazer o que? Ler livros? Explico: esse bar, além do nome, fica na mesma quadra da Biblioteca Pública de Vancouver. Enfim, agora até que não parece engraçado, mas falar isso depois de algumas cervejas soou até interessante.

Sobre o bar: o ambiente é agradável e nas quintas vira uma balada das boas depois das 19h (a exemplo do Cambie). Fomos no meu penúltimo dia em Vancouver. A balada foi maravilhosa e, por incrível que pareça, o que rolou de música brasileira (incluindo funk) e latina foi fora do comum (e como essa galera curte, heim?)




#8. Earls Kitchen + Bar
( Hornby Street)

Um lugar lindo! Conhecemos logo após nosso retorno de Deep Cove. Jantamos (novamente) por lá, mas com alguns outros amigos que não tinham viajado conosco. O atendimento também foi super legal. Brincando ainda tivemos algumas aulas de inglês com a garçonete querida (hahah..esse Ricardo me rachava, as vezes!). Aliás, ele gostou tanto do atendimento da garçonete que acabamos comemorando o aniversário dele, na semana seguinte, lá também.




#9. White Spot
(Dunsmuir Street/Downtown)

Restaurante bem aconchegante. Tem uns lanches deliciosos, uns milk shakes bem “engordativos” e cerveja boa. Lugar bem tranquilo para quem quer conversar e curtir a companhia dos amigos mais em paz.

Na foto: véspera de despedida da Roxxel (México) e Unjae (Coréia do Sul) após o último passeio pelo Stanley Park.



#10. The Lamplighter Public House
(Water Street/Downtown)

Do mesmo grupo proprietário da Library Square Public House, tem um ambiente agradável, vive cheio e também vira balada. Conheci, infelizmente, na minha última noite em Vancouver. Digo infelizmente pois gostaria de ter ido mais vezes. Adorei as mesas do lado de fora pois como fica de esquina com a rua mais antiga de Vancouver e, que por consequência, a mais decorada, o final da tarde/início da noite tem todo um charme.




#11. Venue Night Club
(Granville Street/Downtown)

Por incrível que pareça, não procurei por muitas baladas (tipo, danceterias mesmo). A única que fui e, de última hora, foi na Venue. Lugar muito legal e, sem dúvida, a cerveja mais estupidamente gelada que encontrei (não a toa que bebi horrores por lá). Estávamos em um grupo muito legal de brasileiros, depois nos juntamos aos nossos amigos da Suíça e da Coréia e foi uma noite e tanto. E as apostas para descobrir se os outros eram brasileiros ou não, Ricardo? Foi sem dúvida a mais engraçada.... “Ei, você é brasileiro né?" – “Não, mas chegou perto. Sou da Venezuela!”. Mais um para o rol de novas amizades.

#12. Osaka Sushi
(Gallant Avenue/Deep Cove/North Vancouver)

Apesar de eu ser completamente apaixonada por sushi, o que nos chamou atenção aqui foi mesmo um cartaz escrito Frozen Beer. Era um dia muito quente em Vancouver e tínhamos ido até Deep Cove para conhecer e fazer stand up paddle ou caiaque, mas nenhum dos dois deu certo e fomos caminhar na montanha (apesar de quase morrer sem folego, o visual era incrível). Mas, antes de voltar para Vancouver, paramos nesse sushi conhecer a tal da frozen beer. INCRIVEL! Vale a pena a parada.




Bem, acho que é isso....se eu lembrar de mais algum, faço um post adicional. Até a próxima!💋

Um comentário:

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo