23.9.19

#Textos: Últimas escolhas de filme..


A Netflix tem sido minha melhor companheira nessas últimas semanas. Justamente por fazer parte dos meus dias com tanta frequência, venho falar sobre algumas escolhas (felizes e não) que fiz do catálogo. Vamos lá:

👍Amor em obras (Falling inn love)

(Foto: internet)

É sem dúvida meu clichê preferido das últimas escolhas. A protagonista, uma executiva de San Francisco, não anda no seu melhor momento romântico e muito menos no profissional, mas num concurso online bem estranho (diga-se de passagem) ganha uma pousada “dos sonhos” em Nova Zelândia. Ao chegar, percebe que o lugar é um literalmente um presente de grego e que o primeiro morador da pequena cidade será o muso da vida dela (e da nossa que está em frente a tela babando e tentando descobrir onde arrumamos um exemplar daquele para chamar de nosso).  Amor em obras é aquele filme romântico que você sabe que tudo o que está acontecendo ali é muito coisa de filme mesmo, que dificilmente (para não dizer nunca) acontecerá na vida real, mas que do mesmo jeito te faz cair em amores: pelo enredo, pelos personagens, por saber que sua vida amorosa tá longe realmente uma porcaria...hahaha.

👍A química do amor (The female brain)

( Foto: internet)


Esse filme me surpreendeu. Logo de cara achei que de comédia só ficaria no gênero do filme mesmo, mas no fim, achei bem interessante. Uma cientista estuda as diferenças entre o funcionamento interno do cérebro de mulheres e homens. Para isso, ela seleciona casais em diferentes estágios do relacionamento amoroso e examina o poder da química cerebral de cada indivíduo. Durante esse processo, ela acaba revendo sua própria vida e adivinha? Se apaixonando por um dos seus voluntários na pesquisa. Apesar do começo do filme ser meio morno meio frio, falo que é um filme Ok. 

👍Crush à altura (Tall Girl)

(Foto: internet)

Bem adolescente. Bem teen. É outro clichê, mas que mesmo com alguns comentários negativos rolando na internet, achei legal. O filme conta história de uma jovem de 1,85m e que tem dificuldade de relacionamento na escola e com a vida a própria vida amorosa. O melhor amigo é apaixonado por ela, mas a jovem cai de amores por um rapaz sueco, estudante de intercâmbio.  Nem preciso dizer que no final ela percebe que o crush a altura dela é o melhor amigo baixinho que fica carregando uma caixa de mercado pra cima e pra baixo (no final tem o porquê disso).

As percepções em relação ao filme são bem variadas. Você percebe que ele fala sobre bullying e autoconfiança, mas também é possível perceber que o filme não trata exatamente sobre como superar esses traumas mas como foca muito em “mudar suas exigências” para agradar os outros.

Enfim, deixando as análises de lado, é um filme teen bem gostosinho de assistir.

👎Mistério no Mediterrâneo   (Murder Mystery)

(Foto: internet)

Maior DECEPÇÃO da vida no quesito filme. Quando entrou no catálogo da Netflix, eu pensei: “Jennifer Aniston e Adam Sandler é sucesso”, tendo como exemplo Esposa de Mentirinha... doce ilusão.  Mistério no Mediterrâneo conta a história do policial que esconde da mulher que não consegue passar no teste para se tornar detetive (pela milésima vez) e que, ao mesmo tempo, é cobrado por ela por uma viagem prometida quando se casaram, há 15 anos. Pressionado, o policial arruma uma viagem e, ainda no avião, a mulher conhece um milionário que convida o casal para um tour a bordo do navio (ah sim, receber convites assim é super comum, né?) do tio, que acaba assassinado e o casal se vê alvo das investigações. 

O filme é sem movimento e sem graça logo de cara. O desenvolvimento não acontece. A impressão é que tentaram criar um movimento de aguçar curiosidade sobre quem é o assassino (sabe aquele famoso "Quem matou Odete Roitman?") mas que é simplesmente tedioso. Para não dizer que estou sendo chata, pausei esse filme duas vezes até ter coragem para assistir ele todo e formar uma opinião a respeito. A melhor parte (fora a perseguição de carro) é sem dúvida o final.


Um comentário:

Desenvolvimento por: Mariely Abreu | Todos os direitos reservados ©. voltar ao topo